Diverticulite

A presença de divertículos no intestino grosso é uma condição comum que afeta cerca de 50% dos indivíduos com mais de 60 anos e a grande maioria dos indivíduos após os 80 anos. Apenas uma pequena porcentagem dos indivíduos com divertículos desenvolvem sintomas, e uma proporção menor ainda necessitará de cirurgia.

O QUE É DIVERTICULOSE? E DIVERTICULITE?

Diverticulos são bolsas que se desenvolvem na parede do intestino, geralmente o cólon esquerdo e o cólon sigmoide, mas podem envolver todo o cólon. Diverticulose descreve a presença destas bolsas. Diverticulite descreve a inflamação ou complicação destas bolsas.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DA DOENÇA DIVERTICULAR?

Doença diverticular não-complicada geralmente cursa com sintomas inespecíficos tais como distensão abdominal, constipação alternada com diarreia, flatulência excessiva. Entretanto em algumas situações pode cursar com sangramento ou diverticulite. A doença diverticular é uma causa importante de sangramento intestinal.

Diverticulite é a infecção de um ou mais divertículos e pode causar um ou mais dos seguintes sintomas: dor abdominal (principalmente em quadrante inferior esquerdo), calafrios, febre e alteração do hábito intestinal. Sintomas mais intensos estão associados com complicações sérias tais como perfuração, abscesso ou fístula (conexão anormal entre o intestino e outros órgãos ou a pele).

 O QUE CAUSA A DOENÇA DIVERTICULAR? 

A causa da diverticulose não é precisamente conhecida, mas é mais comum em indivíduos que possuem uma dieta pobre em fibras. A dieta pobre em fibras ao longo dos anos provavelmenteIt ocasiona o aumento da pressão dentro do intestino grosso e resulta na formação dos divertículos.

COMO É TRATADA A DOENÇA DIVERTICULAR? 

Aumentar o consumo de fibras na dieta (grãos, legumes, vegetais, frutas) – e restringir certos alimentos que podem aumentarr a pressão dentro do intestino pode diminuir o risco de complicações relacionadas a doença diverticular.

Já a diverticulite exige um tratamento diferente. Casos leves podem ser manejados com antibióticos via oral e restrição dietética. Casos mais graves exigem hospitalização com antibióticos intravenosos e restrições dietéticas.

QUANDO A CIRURGIA É NECESSÁRIA? 

A cirurgia é reservada para pacientes com episódios recorrentes de diverticulite, complicações ou ataques graves, ou quando não há resposta às medicações. A cirurga também pode ser indicada em indivíduos com um único episódio de diverticulite grave ou com sangramento importante.

O tratamento cirúrgico da diverticulite consiste na remoção do intestino doente, mas comumente o colon sigmóide ou cólon esquerdo. Freqüentemente o cólon é reconectado ou anastomosado novamente ao reto. Todo este procedimento pode ser realizado com segurança por videocirurgia. A função normal do intestino ocorre geralmente em 3 dias.  Em cirurgias de emergência, pode ser necessária uma colostomia temporária. Paciente com sintomas devem procurar o médico para evitar complicações.

Em casos selecionados a remoção do intestino doente (colectomia) pode ser realizada com segurança por cirurgia minimamente invasiva (videocirurgia)

Fale agora com o Doutor

Envie uma mensagem para obter maiores informações:

diverticulite_foto